Saiba como utilizar o chatbot através da Microsoft Power Platform

Segundo a pesquisa Business Impact Insights, desenvolvida pela CI&T em parceria com o Opinion Box, oito em cada 10 executivos[CS1]  percebem a transformação digital como um fator de impacto em seu mercado de atuação. Além disso, 84% deles afirmam que estão preparados, enquanto 71% creem que atuam em ambientes receptivos. Dados como esses mostram que as organizações estão adiantadas na estruturação interna para acompanharem esse novo mercado, o que inclui a implementação de recursos tecnológicos como o chatbot.

Os robôs, capazes de auxiliar em inúmeros processos, otimizam a experiência dos times, já que automatizam tarefas e rotinas repetitivas, bem como geram dados valiosos para a tomada de decisão. Esses e outros diferenciais trazidos se refletem em motivação, produtividade e melhores resultados.

Quando integrados a sistemas como a Microsoft Power Platform, que possibilita aos usuários criarem aplicações poderosas com ferramentas drag-and-drop ou “arrastar e soltar”, entre outros recursos, os chatbots trazem ainda mais inteligência de negócios, permitindo aos profissionais priorizarem o core business enquanto inúmeras atividades diárias ficam por conta da tecnologia.

Acompanhe o nosso post e saiba como sua empresa pode se beneficiar da solução em meio à transformação digital!

O que é a Power Platform?

A Power Platform foi desenvolvida pela Microsoft para ser um instrumento robusto de trabalho para diferentes áreas de uma empresa. Permitindo a realização de atividades antes complexas e acessíveis somente a especialistas de TI.

Por meio da plataforma, é possível, por exemplo, criar aplicativos web e mobile, automatizar processos, analisar dados em tempo real e criar chatbots sem digitar nenhuma linha de código. Essas e outras ações são feitas com o auxílio de ferramentas de arrastar e soltar, o que torna todas as etapas intuitivas e simples de realizar.

Para que as possibilidades do sistema fiquem mais claras para você, confira algumas funcionalidades:

● Power BI: serviço de análise de negócios, o qual fornece visualizações interativas e recursos de business intelligence com uma interface simples e intuitiva, que permite aos usuários a criação de dashboards e relatórios interativos na web. Esses, por sua vez, são facilmente publicados e compartilhados;

●Power Virtual Agents: permite que usuários comuns implementem chatbots mesmo sem o conhecimento de linguagens da programação. É importante frisar que, mais do que chatbot para atendimento ao cliente, é viável ciar soluções para rotinas internas e clientes externos. Além disso, há inúmeros canais para utilizá-los e integrá-los;

● Power Automate: transforma tarefas recorrentes em fluxos de trabalho que passam a ser efetuados de forma automática. Entre elas estão o envio de e-mails conforme condições pré-estabelecidas, a sincronização de arquivos, a obtenção de notificações, a coleta de dados, o envio de relatórios e a aprovação de solicitações;

● Power APPs: proporciona o desenvolvimento de aplicativos com ferramentas de arrastar e soltar, utilizando de modelos predefinidos e editáveis, sem a necessidade de um código fonte ou conhecimento em programação.

Como aplicar o chatbot através da Power Platform

O Power Virtual Agents permite que os setores de uma empresa desenvolvam assistentes virtuais inteligentes. Esses bots são capazes de realizar as mais diversas interações, bem como permitem a utilização em canais da web, como Facebook, Skype, WhatsApp, e nos sistemas corporativos, como o Microsoft 365, Salesforce, Zendesk, ServiceNow, DocuSign e WorkDay HCM.

Confira exemplos de aplicações dos assistentes criados pela plataforma:

● perguntas frequentes dos suportes de TI, RH, conformidade e finanças;

● autoajuda e solução de problemas de TI;

● automatização de processos simples, manuais e repetitivos;

● solicitação de informações sobre rotinas do RH como benefícios ou folha de pagamento.

A implementação do chatbot é feita com o auxílio de linguagem guiada e gráfica. Entretanto, caso haja a demanda por um código fonte, é possível utilizar o Microsoft Bot Framework para ações mais complexas.

É importante frisar que os assistentes virtuais desenvolvidos pelo Power Agents [CS2] possuem machine learning e vão aprendendo e otimizando seu desempenho todos os dias, conforme o crescimento de dados em sua base de conhecimento. Isso quer dizer, à medida em que os usuários interagem com o chatbot.

Chatbot x Assistente Virtual: entenda a diferença

Conceitualmente falando, chatbots e assistentes virtuais são termos que se referem a um agente conversacional. Segundo o Google Trends, chatbot é a palavra mais comum atualmente quando se trata de pesquisas no mecanismo de busca relacionadas à essa tecnologia.

Em linhas gerais, podemos entender o chatbot como o meio primário de interação, que ocorre por meio de aplicativos de troca de mensagens, seja em sites ou canais de relacionamento.

Há correntes que afirmam que assistentes virtuais, como a Alexa, da Amazon, ou Siri, da Apple, não são considerados chatbots, já que estão fora dos canais de mensageria. Outras distinguem as soluções conforme as funcionalidades e capacidades. Entretanto, a linha de diferenciação entre os recursos é cada vez mais tênue.

Uma característica da construção dos bots atuais e mais modernos é a utilização de algoritmos de Natural Language Processing, ou NLP, os quais são capazes de compreender o significado por trás das mensagens, ao invés de somente encontrar palavras-chave, por exemplo.

Apesar de ainda não serem a maioria nas aplicações empresariais, conforme o tempo passa a tendência é que os robôs dotados de inteligência artificial avançada se tornem cada vez mais acessíveis a todos os portes de negócio.

Compreenda como os chatbots podem auxiliar nas transformações digitais das empresas

A pesquisa Mapa do Ecossistema Brasileiro de Bots 2019, desenvolvida pela Mobile Time com 85 mil organizações brasileiras, apontou que, no ano da realização do estudo, 61 mil chatbots foram desenvolvidos por elas. Isso equivale a um aumento de 258,8% em relação à 2018 e 662,5% em relação à 2017.

Esse crescimento certamente mostra o papel que os chatbots têm para a transformação digital dentro das empresas. Para que os benefícios dos robôs fiquem ainda mais claros, confira alguns deles:

● otimização da experiência de clientes e colaboradores;

● presença digital omnichannel, uma das principais características do novo consumidor e consequentemente do mercado;

● atendimento 24x7x365, o que permite a solução de dúvidas e solicitações comuns dos públicos a qualquer momento;

● fornecimento de dados valiosos para a tomada de decisão da empresa.

Na mesma medida, como você pôde comprovar, o auxílio dos chatbots é de grande valia para uma transformação digital assertiva, tanto em relação a clientes quanto aos processos internos e de relacionamento com os colaboradores.[CS3]  A S4R, como consultoria especializada Microsoft, possui a expertise necessária para ajudar sua empresa a realizar a transformação digital aumentando a produtividade e colaboração em todos os processos internos e externos.

Gostou do conteúdo? Quer saber mais sobre outros assuntos relacionados à tecnologia nas empresas? Então acompanhe as nossas redes sociais!

Fechar Menu